sexta-feira, 28 de julho de 2017

Baú de filmes (1): "O Resgate do Soldado Ryan"

Há dois anos atrás, tive a oportunidade de fazer uma viagem à zona da Normandia, em França. Grande parte da Segunda Guerra Mundial passou-se aqui, pois era a principal zona de desembarque dos soldados americanos e britânicos. Depois de ter visto o filme Dunkirk na semana passada, as memórias destas férias ficaram ainda mais vivas. Durante o filme não consegui deixar de me lembrar de muitas coisas que vi. Mas esta obra do realizador Christopher Nolan passa-se noutro ponto do mapa, que, mesmo sendo uma zona parecida, fica longe dos sítios onde estive. Por isso, decidi rever um grande clássico do cinema, realizado pelo grande Steven Spielberg em 1998 (um ano depois de eu ter nascido), O Resgate do Soldado Ryan.


O filme conta a história de um grupo de soldados que recebe uma missão: encontrar um soldado chamado James Ryan e levá-lo para casa. Os seus irmãos morreram todos em batalha e imaginar a dor de uma mãe ao perder todos os seus filhos faz com que vários soldados arrisquem a vida para encontrar esta pessoa que para eles é apenas um nome. 
O início do filme passa-se na zona da Normandia. Os primeiros segundos são mesmo filmados no Cemitério e Memorial Americano de Omaha Beach. Esta é, no entanto, a única parte que é realmente filmada em França. Tudo o resto foi gravado em Inglaterra ou na Irlanda. 
Neste filme somos constantemente confrontados com a morte. Existem muitas cenas de bombardeamentos e tiros. Se não suportam ver sangue, este filme não é para vocês. É tudo real e nada está censurado. Mostra o pior da Guerra de uma maneira que poucos filmes são capazes de fazer. E depois de cada morte, há sempre a revolta contra o inimigo, o que acaba sempre por causar mais mortes. São momentos de puro horror em que presenciamos o pânico, a dor e o sofrimento.
Quase tudo aqui pode ser considerado verídico: as batalhas estão muito idênticas ao que realmente aconteceu e os planos também são os mesmos, os barcos usados no início são como os que invadiram Omaha Beach no Dia-D, o "mar de sangue" é realista e até mesmo os uniformes são iguais aos dos soldados que lá combateram na vida real. Mas as personagens e muitos dos lugares são fictícios, ainda que inspirados em pessoas e localizações reais. Não existiu nenhum Ranger chamado John Miller, nem nenhum James Francis Ryan. No entanto, esta segunda personagem foi inspirada em Frederick "Fritz" Niland, que foi o único sobrevivente de quatro irmãos e cuja mãe recebeu as notificações da morte dos três ao mesmo tempo - tal como acontece no filme. Também Romelle, o lugar onde acontece a última batalha do filme e onde se encontrava o soldado Ryan, não existe.
O filme é quase todo composto por cenas de plena guerra, mas por vezes existem momentos mais calmos. É de destacar a cena em que quatro soldados estão sentados numa escadaria a fumar, a conversar e a ouvir músicas de Edith Piaf, enquanto um dos homens, que percebe francês, vai traduzindo as letras das canções.

(Podem ver esta parte clicando aqui)

Relativamente ao elenco, contamos com nomes de peso do Cinema: Tom Hanks, Matt Damon, Vin Diesel, Jeremy Davies, entre muitos outros.
Este filme conta, como muitos outros do realizador Steven Spielberg, com uma banda sonora composta por John Williams, que é fantástica e acompanha as cenas de ação na perfeição.
O Resgate do Soldado Ryan é um filme com História que também fez História. Um essencial para aqueles que gostam do género e também para quem quer conhecer melhor o passado.

Com esta publicação, vou iniciar uma rubrica aqui no blogue, à qual decidi chamar Baú de filmes, em que vou ver ou rever trinta filmes que foram grandes êxitos no Cinema. Espero que gostem e que se sintam inspirados para ver estas obras também!

10 comentários:

  1. Obrigado. Pelo menos é super útil :)

    Para mim a nova rúbrica vai ser brutal uma vez que não tenho grande paciência/tempo para ver filmes. Assim é uma forma de andar sempre a par das novidades!

    Segui o blog :)

    NEW FASHION POST | O QUE VESTIR EM DIAS DE MUUUUITO CALOR :D
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela visita! Foste oficialmente o meu primeiro seguidor e isso deixa-me muito feliz! Já te segui de volta! :)

      Quanto à rubrica, pode ser que te consiga convencer a ver alguns dos filmes!

      Eliminar
  2. É um dos filmes que me desperta grande curiosidade!

    r: Muito, muito obrigada *.*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que vai ser a terceira vez que te vou dizer isto (porque deve ter sido a resposta aos teus outros comentários), mas recomendo muito este filme! :P

      Eliminar
  3. Vi este filme pela primeira vez nas minhas aulas de psicologia e adorei! Apesar de filmes de guerra não serem o meu género, adorei este, é um filme muito marcante!

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definitivamente! Mas ao contrário de ti, eu adoro este género de filmes!

      Eliminar
  4. Acho que nunca cheguei a ver este filme.

    ResponderEliminar

Todos os comentários, opiniões e sugestões são bem vindos e ajudam-me a melhorar o que por aqui escrevo. Se forem novos seguidores do blogue, peço que me informem! Muito obrigada!